Freezer em dia: Carne bovina, suína e embutidos

Na primeira parte da série “Freezer em dia” você viu que alguns alimentos não devem ser congelados. Hoje, vamos passar dicas de como guardar carnes suínas, bovinas e embutidos. Todos os tipos de carnes podem ser congelados, bem como os miúdos e os derivados, mas saiba que mesmo assim elas têm um período de validade. As peças devem estar frescas, e dê preferência para aquelas que foram congeladas cruas, como as vendidas nas épocas de entressafra. Não se deve lavar e temperar a carne antes de ser congelada. Apenas tire os ossos e o excesso de gordura. A embalagem ideal é o saco plástico ou de papel aderente, pois as folhas de alumínio são difíceis de soltar da carne congelada e também ocasionam ressecamento. A carne deve ser embalada sem ser dobrada e só pode ser descongelada uma vez, por isso guarde em porções isoladas para cada refeição. Para evitar infecção, recomenda-se guardar em uma embalagem hermeticamente fechada, sem entrada de ar.

Tempo de congelamento

O tempo varia de acordo com o tipo de carne. Por exemplo: a carne bovina fresca pode ficar até 12 meses, já a processada não pode passar de dois meses, assim como linguiças, salsichas e bacon. Carne moída e hambúrgueres devem ser mantidos congelados por até três meses. Presunto e tender podem ficar até quatro meses no freezer, e a carne de porco 6 meses. Anote sempre e cole com uma etiqueta a data de quando o alimento foi guardado para não se esquecer.

Descongelando

O descongelamento ideal de carnes é efetuado no refrigerador, de um dia para o outro. Caso não seja possível, você pode fazer das seguintes formas: – Bifes e Hambúrgueres podem ser fritos ainda congelados em fogo forte, numa frigideira com tampa, deixando uma abertura para não cozinhar. – Carnes para assar podem ser levadas ao forno envolvidas em folha de alumínio até descongelar parcialmente. Tempere e leve novamente ao forno para terminar o descongelamento e assar. – Carnes para fazer sopas e salsichas devem ser colocadas em uma panela com água fria para cozinhar. Havendo necessidade de refogar, cozinhe a carne moída em fogo baixo numa panela tampada com os temperos, sempre mexendo com uma colher para não grudar. – Salsichas e linguiças devem ser descongeladas numa panela com água e óleo. Ao secar a água, automaticamente terá início a fritura.

No próximo post vamos ensinar a armazenar aves. Não perca!

Freezer em dia

Freezer em dia: o que pode e o que não pode ser congelado

Todo mundo sabe que congelar alimentos é uma forma prática de não precisar ir tantas vezes ao supermercado, e pode ser muito bom no caso de uma emergência. Mas você sabia que, mesmo congelados, os alimentos ainda têm um prazo de validade e que alguns alimentos devem ser barrados no freezer? Pois é. As carnes devem ser armazenadas de forma correta, assim como os alimentos, para mantê-los próprios ao consumo.

Por isso nós preparamos a série Freezer em dia, que vai dar dicas de armazenamento de alimentos congelados e como descongelar sem problemas. Durante as próximas semanas traremos dicas para congelar carne bovina, suína, embutidos, aves e frutos do mar. Hoje vamos começar com algumas comidas que não devem ser congeladas, pois perdem suas propriedades ou ficam impróprias para o consumo.

Os proibidos

Nem todos os alimentos podem ser congelados, já que alguns não resistem ao frio e têm o sabor, textura e propriedades nutricionais alterados. É o caso do iogurte, por exemplo, que fica com aparência de talhado porque sua composição tende a se separar no frio. O mesmo acontece com a maionese que também se separa e talha.

Se você utiliza cremes, pudins e chantily, e sua receita leva amido de milho, o prato soltará água depois de descongelado. Já o chantily terá a parte gordurosa dele separada do resto e ficará impróprio para o consumo.

O ovo cru não pode ser congelado inteiro porque sua casca pode estourar, mas a clara e a gema podem ser congeladas desde que sejam tomados alguns cuidados: a clara tem de ser colocada em um saco e a gema deve ser batida com meia colher (chá) de açúcar ou sal e embalada em um saco plástico.

Congelar batatas cozidas não dá certo também. Elas absorvem água, amolecem e escurecem. O ideal é fritar ou preparar um purê com elas antes de colocar no freezer. Verduras e legumes como tomate cru, pepino e rabanete, e as folhas verdes murcham, amolecem e alteram a cor e o sabor no frio. Já as folhas usadas para tempero, como salsinha e coentro, podem ser congeladas sem problema.

Frutas também não ficam boas depois de congeladas. Algumas frutas delicadas, como a pera, manga e a banana, têm a cor alterada em baixas temperaturas. Por isso, só podem ser congeladas se estiverem cozidas, em forma de calda ou purê.

Sinal verde

Pães, salgadinhos e bolos podem ir ao freezer desde que armazenados de forma correta e tomando cuidado com o tempo. Pães, por exemplo, podem permanecer de 4 a 6 meses congelados, já os salgadinhos fritos duram 3 meses e os sem fritar 6 meses. Bolos decorados duram três meses se congelados, e os simples podem ir tranquilamente por 8 a 10 meses.

Fique atento. Anote a data em que cada alimento foi congelado e cole com uma etiqueta, assim o controle fica mais fácil.

No próximo post vamos ensinar a armazenar carnes de boi, porco e embutidos. Não perca!