Etapa das obras Vista do Bosque

Como funciona cada etapa das obras do seu condomínio-clube

Em toda construção de um condomínio-clube da Morar há uma grande equipe por trás para que o resultado final seja o esperado por todas as famílias. Para isso, se faz necessário que os engenheiros sigam etapas específicas durante as obras, que precisam ser bem amarradas, articuladas e pensadas. 

Para você entender toda a complexidade nesse processo de construção, confira como funciona cada etapa de um condomínio-clube da Morar!

Primeiros passos 

Encontrar e negociar um bom terreno é o primeiro desafio, segundo o engenheiro civil da Morar, Thomé Paste. Esse terreno precisa atender aos requisitos básicos para a construção  de um condomínio-clube – localização , dimensões, outros índices urbanísticos e também que tenha toda a documentação necessária. 

A partir disso, começa outra etapa. Há a contratação e elaboração dos projetos necessários para a execução da obra, é feito o planejamento, a sondagem do terreno, pedido de aprovação do projeto nos órgãos responsáveis, assinatura de contrato de financiamento com o banco, até atingir o lançamento do produto e possibilitar o início das vendas. 

Etapas 

Depois de tudo esquematizado e autorizado, a execução da obra conta com algumas etapas específicas. Segundo Thomé, as principais são: 

Sondagem e Terraplanagem: Momento que são feitos cortes e aterros para nivelar e preparar o terreno para a construção das torres e áreas comuns. 

Fundação: É a base, onde estarão apoiados cada edifício dentro do condomínio clube. E também local que as cargas – pessoas, móveis, revestimentos –  são transmitidas para as camadas mais resistentes do terreno. Pode ser superficial, com uso de sapatas e radiers, ou mais profunda, através de estacas. 

Estrutura: Suporta as cargas da edificação e as transmite para a fundação. Isso é feito por meio da Alvenaria Estrutural, processo construtivo em que as próprias paredes são responsáveis por cumprir esse papel, o que gera velocidade e qualidade na execução da obra.                                          

Instalações elétricas e hidrossanitárias, Esquadrias, Cobertura, Revestimentos e Pintura (internos e externos): Execução das atividades que vão resultar nas unidades e áreas comuns prontas para morar.  Algumas das principais são as louças, torneiras e caixas d’água, toda a parte elétrica, as portas e janelas, a cobertura, composta de telhado e impermeabilização, e todos os revestimentos internos – cerâmicos e pintura – e externos.

Cuidados 

A finalização de uma obra de um condomínio leva em média 18 meses. Para que o prazo seja cumprido, de acordo com Paste, é necessário uma série de recomendações para a Morar atingir o sucesso de uma construção como essa. 

“É preciso ter um bom planejamento, que seja adequado às características da obra, junto com o orçamento disponível. Além disso, contratar bons projetistas, comprar materiais de qualidade, trabalhar com mão de obra qualificada e investir constantemente no treinamento e capacitação da equipe. E, claro, cuidar dos clientes, garantindo a satisfação em cada parte do processo (venda, visitas na obra, entrega da unidade e pós-venda)”, explica o engenheiro civil. 

Conheça as opções de condomínios-clube da Morar!