Contrastes de cores para ambientes mais dinâmicos

Que tal inovar? As cores sólidas dos ambientes podem dar lugar a outras cores e texturas. Hoje temos uma quantidade de tons e cores que não haviam no passado. Com a combinação certa, isso pode valorizar seu espaço pessoal.

Mas como saber qual tinta vai combinar com seu sofá laranja ou aquele quadro com tons de verde? Basta seguir algumas receitas e combinar cores complementares ou análogas para criar contrastes de cores para ambientes mais dinâmicos.

Mas o que são essas cores?

As cores complementares são aquelas opostas uma da outra. Tons azulados com tons avermelhados, verde e amarelo com lilás ou rosa…

 

Já as análogas são as cores “irmãs”. Aquelas que ficam lado a lado com diferenças sutis entre elas. Laranja e vermelho, lilás e rosa, azul e verde…

Criando ambientes

Tenha em mente qual a atmosfera do seu ambiente. Pesquise quais cores combinam com ele. Por exemplo: azul acalma, o amarelo provoca sensações de alegria, e o verde é repousante. Esses efeitos são mais ou menos intensos, dependendo da tonalidade usada.

Depois de escolher a cor principal, lembre-se de não usar em exagero, pois assim não haverá dinamismo. Agora é hora de selecionar uma cor que contraste ou complemente a primeira.

Com uma cor que contrasta bem com a cor dominante, você estará criando um “ponto focal” na percepção do espaço, que quebra a monotonia e pode chamar atenção para o elemento contrastante.

Mas não se restrinja somente a opção das cores complementares para compor o seu ambiente, há como criar composições interessantes utilizando cores vizinhas do circulo cromático com as cores análogas.

Você pode combinar dois pares de complementares simultaneamente, e também compor cores análogas com outra oposta do circulo cromático, e por aí vai. E ainda dá para usar na composição de tapetes, almofadas ou abajures com estampas que compõem o conjunto.