Minha Casa Minha Vida


B

Buscar Imóvel

 

A Morar Construtora possui diversos empreendimentos dentro do Minha Casa Minha Vida, programa do Governo Federal que oferece subsídios de até R$ 36.945 mil para quem tem renda familiar de até R$ 4.000,00.

O Minha Casa Minha Vida oferece condições de pagamento e taxas de juros de acordo com a renda da sua família.

Veja aqui as opções da Morar Construtora dentro do Minha Casa Minha Vida.

*Consultar tabela vigente

  • Subsídio do Governo Federal de até R$ 36.945 mil, conforme a renda apresentada;
  • Menores taxas e juros bem menores em relação aos demais financiamentos imobiliários;
  • Utilização do FGTS;
  • Direito ao fundo garantidor (a CAIXA refinancia parte das prestações, caso fique desempregado);
  • Financiamento parcelado em até 360 meses (30 anos).

É o valor máximo a ser financiado. O percentual é definido com base no valor de venda e na avaliação da CAIXA ou Banco do Brasil.

  • Até 360 meses – 80% (tabela SAC)
  • Até 360 meses – 80% (tabela Price)

 

Tipo de operação Prestação Sistema
Pós-fixada Sempre iguais PRICE
Pós-fixada Decrescentes SAC

 

Sistema Price – Sistema de financiamento em que as amortizações são crescentes e os juros decrescentes, resultando em prestações iguais e constantes ao longo do financiamento.

Sistema SAC – Sistema de financiamento em que a amortização do capital é constante e os juros decrescentes, resultando em prestações decrescentes.

  • Possuir renda familiar bruta de até R$ 7.000,00 (sem subsídio);
  • Possuir limite de crédito aprovado pelo Banco;
  • Não ser detentor de financiamento imobiliário ativo em qualquer localidade do território nacional;
  • Não ter recebido subsídio direto ou indireto da União a qualquer tempo;
  • Não ter sido beneficiário de descontos habitacionais concedidos com recursos do FGTS a qualquer tempo;
  • Não ser proprietário, cessionário, arrendatário ou promitente comprador de outro imóvel residencial, urbano ou rural;
  • Não ser titular de direito de aquisição de imóvel residencial, urbano ou rural;
  • Não ter restrições cadastrais no CADIN ou débitos não regularizados junto à Receita Federal ou ao FGTS;
  • Participar com recursos próprios sob a forma de valor dado na entrada, seja com recursos da conta de FGTS ou recursos próprios;
  • Valor da prestação não pode comprometer mais que 30% da renda familiar bruta;
  • Imóveis novos com Habite-se emitido a partir de 26/03/2009, desde que não tenham sido habitados ou alienados, podendo ser na planta ou pronto;
  • O imóvel deve localizar-se no município da atual residência ou de trabalho;
  • A idade do proponente mais velho, somada ao prazo de financiamento, deve ser de até 80 anos, 05 meses e 29 dias.

 

Para região metropolitana da Grande Vitória (Serra, Vitória, Vila Velha, Cariacica, Fundão, Guarapari e Viana), a faixa de renda do MCMV pode chegar até R$ 7.000,00.

Para quem possui renda superior a R$ 7.000,00, poderá adquirir unidade do MCMV, no entanto, não será contemplado com os benefícios do programa.

O encargo mensal com as prestações não pode ser superior a 30% da renda familiar mensal bruta e ao resultado da análise de risco e apuração da capacidade de pagamento, efetuada pela CAIXA e Banco do Brasil.

Faça uma simulação e veja se a sua proposta se enquadra no Minha Casa Minha Vida.

 

No Espírito Santo, temos os seguintes limites:

  • Até R$ 128.000,00 (faixa 1,5) e R$ 190.000,00(faixa 2 e 3) para município da Grande Vitória;
  • Até R$ 145.000,00 para os municípios de Serra, Vila Velha, Cariacica, Guarapari, Fundão e Viana;
  • Até R$ 101.000,00 (faixa 1,5) e R$ 140.000 (faixa 2 e 3) para os municípios com população maior ou igual a 50 mil habitantes e menor que 100 mil habitantes;
  • Até R$ 90.000,00 para os demais municípios.

 

Renda familiar mensal Nominal Efetiva
Até R$ 2.600,00 5,00% a.a. +TR 5,116% a.a. +TR
De R$ 2.600,00 a R$ 3.000,00 6,00% a.a. +TR 6,168% a.a. +TR
De R$ 3.000,00 a R$ 4.000,00 7,16% a.a. +TR 7,400% a.a. +TR

 

Para proponentes de financiamento habitacional titulares de conta vinculada do FGTS, com no mínimo 3 anos de trabalho sob o regime do FGTS, a taxa nominal de juros será reduzida em 0,5% ao ano.

Renda familiar mensal Nominal Efetiva
Até R$ 2.600,00 4,50% a.a. +TR 4,594% a.a. +TR
De R$ 2.600,00 a R$ 3.000,00 5,50% a.a. +TR 5,641% a.a. +TR
De R$ 3.000,00 a R$ 4.000,00 6,66% a.a. +TR 6,867% a.a. +TR

 

 

A renda familiar é a soma da renda mensal, considerando todos os membros da família.

Na comprovação de renda para enquadramento no programa MCMV é obrigatório que seja apresentada a renda familiar (cônjuges), independente do regime de casamento.

São aceitos no máximo três proponentes, podendo ser os respectivos cônjuges/companheiros, dependentes, ou outros com vínculos consanguíneos ou por afinidade, conforme abaixo:

Cônjugue Companheiro(a)
Filho(a) Pai/Mãe
Padastro/Madastra Neto(a)
Avô/Avó Irmão/Irmã
Enteado/Enteada Tio(a)
Sobrinho(a) Primo(a)
Sogro(a) Genro/Nora
Cunhado/Cunhada

 

Se perder o emprego, a CAIXA ou o BB pagam as parcelas do financiamento durante o tempo em que estiver desempregado, sendo, no máximo seis meses por ano. O valor pago pelo Fundo Garantidor é acumulado e renegociado e as prestações são reajustadas.

 

Período de vigência do contrato, após a conclusão da obra.

 

  • 36 prestações: renda até 5 salários;
  • 24 prestações: renda de 5 a 8 salários;
  • 12 prestações: renda de 8 a 10 salários.